in

Autoestima Baixa – Dicas Para Aprender a Se Amar!

É comum ouvir as pessoas dando conselhos sobre a autoestima, dizendo coisas como “se arrume mais” ou “cuide do seu corpo”. Mas, é preciso entender que autoestima de alguém nem sempre tem relação com sua imagem. Assim, ter a auto estima abalada, tem a ver com os sentimentos atuais da pessoa e como ela se sente em relação ao que tem acontecido em sua volta.

Publicidade

Isso porque, a auto estima de alguém e sua confiança tem relação direta com suas emoções. Assim, a baixa autoestima não é apenas um problema de aparência. A auto estima de alguém é abalada quando o sentimento de insuficiência prevalece, se tornar alguém dispensável, por exemplo.

Assim, nada mais é do que a maneira como a pessoa se avalia, tanto fisicamente e aparentemente, quanto emocionalmente. Muitas pessoas não sabem disso, e por esse motivo julgam o desânimo e falta de confiança pessoal do outro como algo sem sentido ou motivo.

Portanto, trouxemos algumas dicas para que essa situação seja revertida. Assim se você passa por isso ou conhece alguém que esteja nessa situação, confira! Afinal, é importante lidar com problemas emocionais e o primeiro passo é aceitar o problema! Vamos lá?

Não se compare

Muitas pessoas erram ao se comparar com outras pessoas e a partir disso se sentir mal ou insuficiente. É importante lembrar que se comparar com o outro é irrelevante e pode fazer mal. Isso porque cada pessoa possui rotinas, expectativas e condições diferentes, o que já destrói o padrão para se seguir.

Publicidade

Assim, se cada pessoa age de acordo com suas disponibilidades, não adianta se comparar e se julgar inferior. Então, não se compare de nenhum modo, nem fisicamente, financeiramente ou emocionalmente.

Isso porque, cada pessoa possui seu tempo, talvez o seu tempo demore mais do que o do outro, mas isso não significa que não chegará onde quer. É preciso manter uma maturidade emocional para entender que  você não precisa e nem pode ser igual a ninguém, mas que deve ser feliz e confiante.

Desse modo, se comparar com alguém só serve para trazer frustrações e sentimento de insuficiência. Afinal, se basear em resultados de alguém que toma rumos diferente, com condições e oportunidades diferentes das suas, só pode frustar sua confiança. Não se compare a ninguém!

Para aumentar a autoestima: se exercite!

Uma rotina de exercícios pode trazer mais benefícios do que se possa imaginar. Assim, é por ser extremamente importante, que se exercitar está presente na luta contra doenças físicas e emocionais. Além disso, se exercitar pode trazer resultados físicos que tragam maior confiança e autoestima.

Mas, para uma autoestima impecável, não basta ter resultados físicos e o exercícios podem ajudar em outros casos, como os emocionais. Assim, a rotina de exercícios alivia o estresse, traz fortalecimento físico, além de auxiliar com questões emocionais.

Publicidade

Não é preciso buscar por um exercício especifico para isso, pois o importante é você se sentir bem enquanto pratica. Portanto, procure por alguma atividade ou esporte que goste, e crie o hábito de se exercitar.

Não seja tão crítico com você mesmo

É normal que as pessoas tenham uma autocrítica muito intensa com suas falhas. Isso porque, todas as vezes que decidimos realizar alguma coisa ou  alcançar algum objetivo, temos total intenção de conseguir.

Mas, é importante lembra que nem sempre conseguiremos na primeira tentativa, ou na segunda, ou na terceira… e ta tudo bem! Não é porque alguém conseguiu antes de você, que você é ruim ou que não vá conseguir. Assim, compreenda que as coisas podem levar tempo e que cada pessoa tem o seu. Portanto, não se cobre tanto, mas sempre de o seu melhor!

Saiba o seu valor, eleve sua autoestima!

Saber o próprio valor é uma das dicas mais importantes e você precisa entender o motivo. Isso porque, é comum que algumas pessoas não se encaixe em nossos ideias e sonhos e nos julguem fracas. Mas, você não pode deixar sua autoestima se abalar por isso ou ter uma autocrítica de insuficiência.

Assim, saiba o seu valor e respeite o valor das outras pessoas. Afinal, cada um deve agir de maneira com suas próprias condições e desejos. Mas, cuidado com o que suas ações podem fazer com as outras pessoas. Além disso, é importante saber como reagir a ações dos outros, para que tenha maturidade a não absorver o que coloque em risco seu valor e auto estima.

Entenda que seu valor depende exclusivamente de suas ações e intenções. Não se compare, não crie expectativas e não espere por mudanças. Assim, melhor dizendo, não construa em alguém o valor que deve esperara apenas de você. Acima de tudo, tenha paciência e confiança na pessoa que lutou para se tornar.

Saiba escolher amigos, companheiros amorosos e sócios

Escolher suas companhias não tem relação com o que você se tornará, não significa que deve agir ou pensar como elas. Porém, é preciso escolher pessoas que possam sempre ajudar em situações que te tornarão melhor. Assim, é preciso ter pessoas que saibam lidar com reciprocidade de questões como respeito, torcida, mas também com descaso.

Assim, escolha bem com quem dividir seus sonhos e metas. Isso porque, ter pessoas que só destroem suas expectativas podem em algum momento te fazer questionar sobre sua capacidade. Não ter confiança em você mesmo é um dos fatores mais relevantes para a auto estima.

Portanto, escolha pessoas que queiram permanecer para te ajudar, e isso significa que o que importa é você e não a situação emocional, financeira ou física que esteja enfrentando. Escolha com atenção suas companhias, para que elas não desfaçam seus sonhos ou te tornem distante da pessoa que você já lutou para ser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem família se divertindo.

Tenha mais disposição com essas dicas

Imagem mulher forte.

Como Ser Uma Pessoa Mais Confiante – 5 Dicas